Como ocorre a recuperação de drogados usuários de cocaína ou crack?

Antes de abordarmos o processo de recuperação de pessoas usuárias de cocaína e crack, falaremos sobre essas duas drogas tão prejudiciais à saúde do homem. Você sabia que as substâncias químicas utilizadas para produzí-las são as mesmas, havendo diferença em apenas uma, que ajuda a distinguí-las?

A cocaína é uma substância extraída das folhas da coca, que passa por um processo químico para ser encontrada em pó. Esse procedimento faz a separação da cocaína presente na folha e dá origem ao cloridrato (o pó branco de cocaína). Já o crack é essa mesma substância misturada a outra, o bicarbonato de sódio. Dentre as formas de ingerir cocaína, o crack é a droga que atinge o cérebro mais rapidamente. Neste caso, a substância é encontrada em formato de pedra e, devido à facilidade de passar do estado sólido para o gasoso, pode ser fumada através de um cachimbo.

Independentemente da maneira encontrada para consumir cocaína, seja em pó, pedra, como merla, pasta de coca ou crack, o fato é que essa substância é extremamente prejudicial e seu uso é considerado questão de saúde pública, em todo o mundo. Antes de chegar ao extremo de levar o indivíduo à morte, fumar crack pode levá-lo à degradação total.

A droga causa dependência química, transtorno psiquiátrico que afeta severamente as percepções cognitivas do ser humano. Em certo estágio de dependência, o consumo faz o indivíduo perder emprego, parar de estudar, além de perder o contato com a família e amigos. Quando isso acontece é porque a família não sabe o que fazer para ajudá-lo ou não consegue, devido à resistência do próprio dependente. Essa falta de apoio, seja por abandono ou recusa própria, leva-o a procurar abrigo próximo de pessoas que passam pela mesma situação e ele acaba por morar na rua.

A cocaína e o crack provocam consequências devastadoras no organismo. Ao serem ingeridos pela primeira vez, independente da via, acarretam efeitos que podem demorar horas para passar, gerando extremo prazer. Contudo, o efeito passa e, se houver nova vontade, a pessoa volta ao consumo e isso causa um ciclo vicioso. Esse comportamento se torna compulsivo e o espaço de tempo entre usar a droga e sentir vontade de novo, diminui significativamente.

Para os especialistas que compreendem o efeito das drogas no organismo humano, a pessoa não se torna dependente química ao usar o entorpecente pela primeira vez. Entretano, para isso acontecer, também não é preciso muito tempo. Ao ultrapassar a fase de gostar de consumir a substância, o usuário atinge o estágio de desejar e ter necessidade compulsiva pela droga.

Agora que você já sabe a diferença entre cocaína e crack, poderemos responder a pergunta feita acima: Como ocorre a recuperação de drogados usuários de cocaína ou crack?

A dependência química provocada pelas drogas é abrupta e assim deve ser a chance de tratamento. Se em sua família tem um usuário de cocaína ou crack, a primeira coisa a se ter em mente é que a menos que a pessoa queira, não será fácil convencê-la a iniciar um processo de recuperação. Para saber como lidar com a situação, recomendamos aos familiares procurar ajuda profissional. Conversar com um psicólogo ou psiquiatra especialistas no tratamento e recuperação de drogados é o primeiro passo e mais acertado para começar o tratamento.

Na internet, é possível encontrar inúmeras clínicas, centros e comunidades terapêuticas onde esses profissionais especializados prestam atendimento. Entretanto, tendo em vista que no meio digital tudo é muito bonito, marcar visitas nesses locais e conversar pessoalmente com quem entende é, com certeza, a melhor forma de saber como ajudar.

Como uma doença, a dependência química deve ser tratada, mas existem diversas maneiras para isso acontecer. Para chegar à recuperação de drogados, é importante analisar a cultura e sociedade nas quais eles estão inseridos, bem como as relações com familiares e amigos. Identificar o estágio da dependência e, posteriormente, saber como cada organismo reage ao tratamento, é igualmente considerável.

Encaminhar o dependente químico a uma clínica de recuperação, oferecendo a ele um ambiente aconchegante e harmonioso, ao lado de funcionários e profissionais humanizados, que o tratarão bem e sem discriminação, e deixá-lo a maior parte do tempo ocupado para não haver vontade de recaída é o conjunto de fatores para conseguir recuperá-lo, devolvendo-o autoestima e a certeza de que com força de vontade e apoio dos parentes ele conseguirá se ver livre do vício e poderá voltar à vida normal.

Vale citar que existe tratamento para a dependência química e não cura. Por isso, após a estadia em uma comunidade terapêutica ou qualquer outro espaço, o indivíduo nunca mais poderá ter contato com pessoas ou lugares que o deixem próximo dos entorpecentes, pois isso o levará a recaída.

Confira os detalhes da nossa estrutura

Nossa estrutura
Nossa estrutura
Nossa estrutura
Nossa estrutura
Nossa estrutura
Nossa estrutura

Como posso iniciar a mudança?

Prezamos sua privacidade. Fale diretamente com nosso expert. Não perca esta chance! Estamos a uma mensagem de distância

Quero iniciar meu tratamento
Quero iniciar meu tratamento

Regiões de atendimento

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Brasilândia
  • VerdeImirim
  • Lauzane Paulista
  • Tremembé
  • Vila Gustavo
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Água Branca
  • Alto da Lapa
  • Freguesia do Ó
  • Jardim Bonfiglioli
  • Perdizes
  • Pirituba
  • São Domingos
  • Vila Sonia
  • Bairro do Limão
  • Alto de Pinheiros
  • Jaguaré
  • Lapa
  • Perús
  • Raposo Tavares
  • Sumaré
  • Barra Funda
  • Butantã
  • Jaraguá
  • Pacaembú
  • Pinheiros
  • Rio Pequeno
  • Vila Leopoldina
  • Aeroporto
  • Campo Belo
  • Capão Redondo
  • Cidade Jardim
  • Interlagos
  • Jabaquara
  • Jardim Europa
  • Jardim São Luiz
  • M'Boi Mirim
  • Parelheiros
  • Santo Amaro
  • Vila Andrade
  • Água Funda
  • Campo Grande
  • Cidade Ademar
  • Jardins
  • Moema
  • Pedreira
  • Saúde
  • Vila Mariana
  • Brooklin
  • Campo Limpo
  • Vila Buarque
  • Cidade Dutra
  • Ibirapuera
  • Itaim Bibi
  • Jardim América
  • Jardim Paulistano
  • Jockey Club
  • Morumbi
  • Água Rasa
  • Artur Alvim
  • Cidade Tiradentes
  • Guaianazes
  • Jardim Iguatemi
  • Parque do Carmo
  • Penha
  • São Miguel Paulista
  • Vila Carrão
  • Vila Formosa
  • Anália Franco
  • Belém
  • Engenheiro Goulart
  • Itaim Paulista
  • José Bonifácio
  • Parque São Lucas
  • Ponte Rasa
  • Sapopemba
  • Vila Curuçá
  • Vila Matilde
  • Aricanduva
  • Cidade Patriarca
  • Ermelino Matarazzo
  • Itaquera
  • Moóca
  • Parque São Rafael
  • São Mateus
  • Tatuapé
  • Vila Esperança
  • Vila Prudente
  • São Caetano do sul
  • Diadema
  • Ribeirão Pires
  • Embu Guaçú
  • Osasco
  • Cotia
  • Caierias
  • Cajamar
  • Mairiporã
  • São Bernardo do Campo
  • Guarulhos
  • Mauá
  • Embu das Artes
  • Barueri
  • Itapevi
  • Franco da Rocha
  • Arujá
  • Santo André
  • Suzano
  • Embu
  • Itapecerica da Serra
  • Jandira
  • Santana de Parnaíba
  • Taboão da Serra
  • Alphaville
  • Bertioga
  • Cubatão
  • Iguape
  • Mongaguá
  • São Vicente
  • São Sebastião
  • Cananéia
  • Guarujá
  • Liberdade
  • Luz
  • Ilhabela
  • Riviera de São Lourenço
  • Praia Grande
  • Peruíbe
  • Caraguatatuba
  • Ilha Comprida
  • Itanhaém
  • Santos
  • Ubatuba

Veja também

Comunidade Terapêutica Litoral Sul

Como escolher o melhor centro de recuperação para drogados?

Comunidade Terapêutica Litoral Sul

Conheça o serviço de recuperação de drogados na Comunidade Terapêutica Litoral Sul

Comunidade Terapêutica Litoral Sul

Existe recuperação de drogados?