Entenda a importância dos profissionais da saúde para reabilitação de drogados

Quando se fala em encaminhar ao tratamento uma pessoa que se envolveu com algum entorpecente, seja ele álcool, droga ou os dois, pouco se leva em consideração como isso deve ser feito. As famílias nunca estão preparadas para lidar com este tipo de situação e a maioria dificilmente sabe como agir.

Você está passando por isso com algum parente e não sabe o que fazer? A CT Litoral Sul preparou este artigo para ajudá-lo a compreender os procedimentos para a reabilitação de drogados.

A primeira coisa é identificar no paciente a vontade de tratamento. Quando uma pessoa é acometida pelo vício em drogas, dependendo do estágio em que ela esteja, talvez possa ser difícil tal observação. Contudo, é importante algum parente conseguir conversar com o dependente a fim de explicar sobre a necessidade de uma internação.

Mas como iniciar a conversa? É para também apoiar o familiar que existem as clínicas de reabilitação de drogados. O parente mais próximo do indivíduo ou até mesmo um amigo pode entrar em contato com um local especializado no tratamento de dependentes químicos e se informar à respeito dos procedimentos.

As comunidades terapêuticas não existem apenas para tratar os pacientes, elas realizam um trabalho completo, envolvendo inclusive a família. Conversar sobre o que levou a pessoa à se envolver com drogas, como era o comportamento, o que mudou depois do vício e até mesmo abordar o lado emocional da família são pontos essenciais para iniciar a intervenção terapêutica.

Além do apoio familiar, faz toda a diferença conseguir fazer com que o indivíduo aceite o tratamento em uma clínica. Após isso, psicólogos, psiquiatras, psicanalistas, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais assumem o compromisso de tratá-lo. E aqui se encontra o ponto crucial!

Engane-se quem pensa que o tratamento para reabilitação de drogados só envolve medicamentos. Ao contrário, para ser feito corretamente, é preciso incluir o paciente em atividades em grupo, desde bate-papos com pessoas que passam pelo mesmo problema até trabalhos manuais.

O medicamento só é ministrado quando receitado pelo médico responsável por acompanhar o dependente químico. Um ponto importante a ser citado: é relevante o remédio ser não-medicamentoso, porque substâncias químicas podem incitar ainda mais o vício.

Por isso, é essencial que se façam exames e o médico precisa conhecer bem a parte clínica e psicológica do paciente. Dá para entender a relevância de um trabalho multidisciplinar? Apenas psicólogos e psiquiatras não chegarão ao resultado pretendido: a reabilitação.

Juntos, os profissionais se apoiam no processo de conseguir desintoxicar, recuperar e reabilitar o dependente químico. A desintoxicação é um fator essencial, mas é uma pequena gotícula em um mar de etapas necessárias. O auxílio em conjunto do tratamento médico com psicólogos, família, amigos e do próprio paciente pode chegar a um resultado expressivo e positivo.

Vale citar também que não basta formação acadêmica. Os responsáveis pela reabilitação precisam se sentir e realmente estar preparados emocionalmente para desenvolverem bem seus papeis para com os pacientes. Por que? O tratamento de um dependente químico vai muito além de deixá-lo livre do contato com as drogas. Não apenas o lado passional está envolvido, questões familiares e sociais, possíveis recaídas, abstinências, outras doenças e a legislação devem ser consideradas.

Quando uma pessoa está sob dependência química, dificilmente a patologia estará atrelada a apenas uma droga. É bem possível os indivíduos se envolverem com drogas ilícitas como maconha, crack e cocaína, e álcool. A bebida alcoólica, em alguns casos, é o que mantém o vício, pois o acesso é extremamente facilitado devido à legalização.

Agora, de todos os procedimentos, há um indispensável: tratamento individual. A doença da dependência química afeta cada usuário de maneira diferente. Por que? Além dos organismos reagirem distintamente, a quantidade de consumo, o estágio da patologia e as drogas ingeridas são diferentes. E não é só isso! Ao receber o apoio de modo singular, dos profissionais, o paciente fica mais confiante e prepara-se melhor para enfrentar essa difícil fase, sentindo-se capaz de vencer o vício.

Todos esses fatores, unidos ao tratamento realizado em um ambiente preparado para a reabilitação de drogados são, sem dúvida, a chance do paciente se recuperar e reinserir-se na sociedade, sabendo que aprendeu a vencer o vício. Após a permanência em uma clínica de reabilitação, o apoio da família continua ao ajudar o ente querido a não ter uma recaída.

Confira os detalhes da nossa estrutura

Nossa estrutura
Nossa estrutura
Nossa estrutura
Nossa estrutura
Nossa estrutura
Nossa estrutura

Como posso iniciar a mudança?

Prezamos sua privacidade. Fale diretamente com nosso expert. Não perca esta chance! Estamos a uma mensagem de distância

Quero iniciar meu tratamento
Quero iniciar meu tratamento

Regiões de atendimento

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Brasilândia
  • VerdeImirim
  • Lauzane Paulista
  • Tremembé
  • Vila Gustavo
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Água Branca
  • Alto da Lapa
  • Freguesia do Ó
  • Jardim Bonfiglioli
  • Perdizes
  • Pirituba
  • São Domingos
  • Vila Sonia
  • Bairro do Limão
  • Alto de Pinheiros
  • Jaguaré
  • Lapa
  • Perús
  • Raposo Tavares
  • Sumaré
  • Barra Funda
  • Butantã
  • Jaraguá
  • Pacaembú
  • Pinheiros
  • Rio Pequeno
  • Vila Leopoldina
  • Aeroporto
  • Campo Belo
  • Capão Redondo
  • Cidade Jardim
  • Interlagos
  • Jabaquara
  • Jardim Europa
  • Jardim São Luiz
  • M'Boi Mirim
  • Parelheiros
  • Santo Amaro
  • Vila Andrade
  • Água Funda
  • Campo Grande
  • Cidade Ademar
  • Jardins
  • Moema
  • Pedreira
  • Saúde
  • Vila Mariana
  • Brooklin
  • Campo Limpo
  • Vila Buarque
  • Cidade Dutra
  • Ibirapuera
  • Itaim Bibi
  • Jardim América
  • Jardim Paulistano
  • Jockey Club
  • Morumbi
  • Água Rasa
  • Artur Alvim
  • Cidade Tiradentes
  • Guaianazes
  • Jardim Iguatemi
  • Parque do Carmo
  • Penha
  • São Miguel Paulista
  • Vila Carrão
  • Vila Formosa
  • Anália Franco
  • Belém
  • Engenheiro Goulart
  • Itaim Paulista
  • José Bonifácio
  • Parque São Lucas
  • Ponte Rasa
  • Sapopemba
  • Vila Curuçá
  • Vila Matilde
  • Aricanduva
  • Cidade Patriarca
  • Ermelino Matarazzo
  • Itaquera
  • Moóca
  • Parque São Rafael
  • São Mateus
  • Tatuapé
  • Vila Esperança
  • Vila Prudente
  • São Caetano do sul
  • Diadema
  • Ribeirão Pires
  • Embu Guaçú
  • Osasco
  • Cotia
  • Caierias
  • Cajamar
  • Mairiporã
  • São Bernardo do Campo
  • Guarulhos
  • Mauá
  • Embu das Artes
  • Barueri
  • Itapevi
  • Franco da Rocha
  • Arujá
  • Santo André
  • Suzano
  • Embu
  • Itapecerica da Serra
  • Jandira
  • Santana de Parnaíba
  • Taboão da Serra
  • Alphaville
  • Bertioga
  • Cubatão
  • Iguape
  • Mongaguá
  • São Vicente
  • São Sebastião
  • Cananéia
  • Guarujá
  • Liberdade
  • Luz
  • Ilhabela
  • Riviera de São Lourenço
  • Praia Grande
  • Peruíbe
  • Caraguatatuba
  • Ilha Comprida
  • Itanhaém
  • Santos
  • Ubatuba

Veja também

Comunidade Terapêutica Litoral Sul

Como escolher o melhor centro de recuperação para drogados?

Comunidade Terapêutica Litoral Sul

Conheça o serviço de recuperação de drogados na Comunidade Terapêutica Litoral Sul

Comunidade Terapêutica Litoral Sul

Existe recuperação de drogados?